Opacidades da Córnea – Cirurgia Refrativa RJ

Cirurgia Refrativa RJ

Opacidades da Córnea – Cirurgia Refrativa RJ

Opacidades da Córnea – Cirurgia Refrativa RJ

Cirurgia Refrativa RJ: Opacidades de córnea com diversos grau de intensidade podem ocorrer como sequela de infecções como ceratites bacterianas, ceratites fúngicas, por protozoários ou virais. Parte dessas infecções está relacionada ao mal uso de lente de contato, especialmente as gelatinosas.

As opacidades corneanas podem ocorrer após trauma ou cirurgias refrativas

O QUE É PTK?

O PTK (Ceratectomia Fototerapêutica) é uma forma de tratamento da superfície corneana utilizando o Excimer Laser com remoção uniforme de tecido. É indicado para o tratamento de doenças corneanas superficiais do epitélio e estroma anterior, como por exemplo, erosões recorrentes do epitélio, cicatrizes corneanas e distrofias. Além de remover as opacidades pode ser utilizado para regularização da superfície. Desta forma, o PTK é uma alternativa à remoção manual e aos transplantes de córnea.

Objetivos:

Os principais objetivos de realização de PTK são remover ou diminuir as opacidades que afetam a acuidade visual, suavizar a superfície da córnea, melhorar a aderência do epitélio da córnea ou uma combinação delas para ajudar com sintomas dolorosos.

Indicações:

Este procedimento é potencialmente aplicável a um grande número de pacientes, mas incluindo:

  • Cicatrizes e opacidade da córnea (de trauma e infecções inativas)
  • Distrofias (Reis-Buckler, granular e rede)
  • Degeneração nodular de Salzmann
  • Ceratopatia de banda
  • Ceratopatia bolhosa dolorosa

Pacientes com lesões profundas não são bons candidatos para esta técnica. (Lesões nos dois terços posteriores da córnea)

Técnica:

O procedimento geralmente é feito sob anestesia tópica e sob estrita , a anestesia geral pode ser necessária em pacientes pediátricos. Após o epitélio ser removido, a ablação é realizada de acordo com a profundidade, tamanho e forma das lesões. Após aplicar o laser, gotas de antibiótico são administradas e uma lente de contato terapêutica é colocada até obter uma re-epitelização. O tratamento pós-operatório consiste em antibióticos tópicos, corticosteróides e colírios antiinflamatórios, todos por 1-2 semanas.

Contraindicações:

  • Lesões de estromal profundo, ceratopatia de banda densa
  • Desgaste córneo significativo
  • Córnea neurotrófica, lagophthalmos
  • Ceratoconjuntivite grave sicca
  • Blefarite grave
  • Qualquer infecção corneana
No Comments

Post A Comment